Cinco esculturas de bronze são roubadas em Buenos Aires

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 22 de janeiro de 2005 as 20:09, por: cdb

Cinco esculturas de bronze foram roubadas na Argentina da coleção do especialista em arte Ignacio Gutiérrez Saldívar, que ofereceu uma recompensa para quem as devolver, por medo de que sejam derretidas para a venda do metal.

Em declarações publicadas neste sábado pelo jornal <i>La Nación</i>, o marchand se comprometeu a recompensar “qualquer pessoa que der informações certeiras que ajudem a recuperar as peças roubadas” na noite de quarta-feira, de um depósito da galeria Zurbarán, de Buenos Aires.

–  Não roubaram as peças mais caras, mas cinco que têm um grande valor afetivo para mim. –  explicou Gutiérrez Saldívar, deduzindo que os ladrões levaram as “peças que podiam carregar”.

As obras roubadas foram dois cães de caça do francês Alfred Jacquemart, de 1857, cada um com 92 centímetros de altura e 88 de comprimento e 60 quilos; “Antígona”, de 1916, assinada pelo argentino Alberto Lagos, com 48 centímetros de altura; o “Domador africano”, de 1890, do catalão Venancio Vallmitjana, e um urso inclinado, do inglês Anders Sandstrom, de 1991.