Chinaglia elogia não interferência do governo na eleição da Câmara

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de fevereiro de 2005 as 22:02, por: cdb

O líder do PT na Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (SP), disse que a não interferência do governo na eleição da Mesa Diretora da Casa é uma forma de respeito à democracia interna do Poder Legislativo: “O empenho pela eleição do presidente da Câmara não cabe ao governo. Entendo que a não interferência é um respeito ao processo democrático interno do Legislativo”.

De acordo com o líder, quem deve garantir a vitória do deputado Luiz Eduardo Greenhalgh (PT-SP), candidato oficial do partido à presidência da Câmara, é a bancada do PT com o apoio da base aliada. Chinaglia defendeu a necessidade de manter na eleição da Mesa Diretora da Câmara a regra da proporcionalidade e “a tradição de que o maior partido que indica o presidente da Casa”.

Indagado sobre se os ministros do governo deveriam ser mais receptivos aos deputados para ajudar a candidatura de Greenhalgh, o líder Arlindo Chinaglia disse que não se pode dar essa característica de que os ministros ao serem mais receptivos estariam trabalhando para a candidatura oficial do PT “não é essa nossa visão. Nós não queremos isso. O que nós queremos é que os ministros atendam a todos os parlamentares na exata medida de que todos aqui somos eleitos”.

Arlindo Chinaglia informou que os aliados do governo estão trabalhando para eleger o deputado Greenhalgh em primeiro turno. “Estamos trabalhando para eleger o nosso candidato no primeiro turno. Se tiver segundo turno, continuaremos a nossa campanha e trabalho. Não dá para perder tempo tentando advinhar o resultado. Temos é que trabalhar muito”.