Chinaglia defende fim de financiamento público para campanhas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 13 de março de 2007 as 21:11, por: cdb

O presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia (PT-SP), defendeu o financiamento público de campanhas como uma “séria” tentativa para diminuir o poder econômico no sistema eleitoral.

Ao participar da sessão plenária do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), nesta terça-feira, ele afirmou que as doações privadas para campanhas eleitorais deveriam ser proibidas, e que somente o financiamento público coloca em condição de igualdade todos os partidos e candidatos.

– Portanto, isso interfere no resultado exatamente porque limita ou limitaria a força do poder econômico no processo eleitoral, que é muito grande -, disse.

Chinaglia disse ser contra a reeleição para cargos no Executivo. O tema é um dos pontos que constam do projeto de reforma política proposto pela OAB entregue ao deputado no último dia 2.

– Sou contra qualquer tipo de reeleição no Executivo. Falo até por experiência própria. Isso é extremamente difícil, porque você não constrói quadros e lideranças políticas a todo momento -, observou.

– Pessoalmente não estou convencido da viabilidade dessa proposta, mas quero ouvir os argumentos -, completa.