China e Rússia realizam primeiras manobras militares conjuntas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 1 de fevereiro de 2005 as 07:23, por: cdb

China e Rússia realizarão suas primeiras manobras militares conjuntas em agosto ou setembro para coordenar a luta contra o terrorismo, informou nesta terça-feira, o jornal China Daily.

O primeiro-vice-ministro da Defesa russo, Alexander Belousov, de viagem em Pequim, declarou que nos exercícios estarão focalizados em “aspectos da luta contra nosso inimigo comum: o terrorismo internacional”.

As declarações de Belousov confirmam a data das manobras conjuntas nas quais participarão os exércitos de terra, mar e ar, assim como vários submarinos, segundo publicou a imprensa russa.

Essas manobras, as primeiras conjuntas entre os dois países, acontecerão na China, país que compartilha por volta de 2.000 quilômetros de fronteira com a Rússia.

Moscou e Pequim mantiveram tensas relações políticas nas décadas passadas, incluindo duas pequenas guerras fronteiriças nos anos 50, apesar de ambos os regimes serem comunistas.

Na década de 90 se acelerou a cooperação militar entre ambas as partes e desde então a Rússia se tornou o maior fornecedor de armas à China, que sofre há quase 16 anos um embargo à venda de armamento pela União Européia e os EUA.

Desde 2000 as relações se intensificaram também no âmbito político, com o intercâmbio regular de visitas ao mais alto nível e um crescente comércio bilateral.

Precisamente hoje saiu de Pequim para Moscou o conselheiro de Estado que supervisiona a política externa, Tang Jiaxuan, em viagem oficial.