China e Asean unem-se para prevenir `importação´ da Sars

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 2 de junho de 2003 as 04:30, por: cdb

A China e a Associação das Nações do Sudeste Asiático (Asean) unificaram as medidas de controle das fronteiras para evitar a propagação da Síndrome respiratória Aguda Severa (Sars), informou nesta segunda-feira, a agência estatal de notícias Xinhua

A doença afetou principalmente a China e o sudeste da Ásia.

Delegados da Asean e da China se reuniram no domingo em Pequim para anunciar uma bateria de medidas para prevenir “importações” da pneumonia atípica.

O destaque da reunião foi para a verificação de temperatura de todos os passageiros que atravessarem a fronteira, além da obrigatoriedade de preencher uma declaração de saúde, disse a fonte.

Se for descoberto algum suspeito sua entrada no país de destino não será negada, mas ele será submetido a um isolamento imediato e a exames médicos.

Participaram do encontro 68 delegados da China e da Asean (organismo formado por Brunei, Camboja, Laos, Indonésia, Malásia, Mianmar, Filipinas, Cingapura, Tailândia e Vietnã).

Os delegados da Asean vão se reunir nesta segunda com o premier chinês e a ministra chinesa da Saúde, Wu Yi.