China confirma primeira morte por gripe aviária

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 16 de novembro de 2005 as 16:25, por: cdb

A China confirmou nesta quarta-feira a primeira morte de uma pessoa em decorrência da gripe aviária.
A vítima é uma mulher de 24 anos, que morava na província de Anhui, no leste do país. De acordo com o Ministério da Saúde chinês, ela havia sido infectada com a variedade H5N1 do vírus, a fatal para seres humanos.
O Ministério também confirmou que um menino em outra província também contraiu a doença, mas se recuperou.

A irmã do menino morreu, mas seu corpo foi cremado antes que fossem feitos os testes que poderiam confirmar a presença do vírus H5N1.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) e o governo chinês anunciaram que estão investigando o caso, mas a OMS disse que provavelmente ela morreu de gripe aviária.

A doença já matou mais de 60 pessoas no sudeste da Ásia desde o início dos surtos, em 2003.

Surtos do vírus H5N1 foram primeiramente descobertos no Vietnã e na Tailândia, mas depois a doença foi registrada em outros países da Ásia e, mais recentemente, na Europa.

Apenas na China, foram registrados 11 surtos da doença, o que levou o governo a anunciar que iria vacinar todas as aves domésticas que existem no país – um total estimado em 14 bilhões de frangos e outros animais.

Até o momento, o vírus só foi contraído por pessoas que tiveram contato direto com aves doentes, mas existe a possibilidade de o micróbio passar por mutações e se tornar transmissível de pessoa para pessoa.

A OMS pediu que seja aumentada a vigilância no tocante ao avanço da doença e que disse que a cada novo caso da doença em humanos “aumenta a oportunidade de o vírus aprimorar sua transmissibilidade”.