Chile tem mulher no comando do Ministério da Defesa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 9 de janeiro de 2002 as 00:21, por: cdb

O Chile tem pela primeira vez em sua história uma mulher comandando o Ministério da Defesa. O presidente chileno, Ricardo Lagos, deu posse nesta terça-feira à nova ministra, Michelle Bachelet. Ela também é a primeira integrante do Partido Socialista que assume a pasta pela primeira vez desde o fim do regime militar no Chile, em 1990. Os ministros anteriores eram do Partido Democrata Cristão, sendo que a aliança dos dois partidos governa o país há 11 anos.

Bachelet, que estava comandando o Ministério da Saúde, é filha do general da Força Aérea Alberto Bachelet Martinez. Ele integrou o governo socialista do presidente Salvador Allende, que foi derrubado pelo golpe militar de 1973. O general, segundo comissão que investigou as ações do regime militar, teria sido torturado na época e morreu na prisão pública de Santiago, capital chilena.

Segundo analistas, a indicação da ministra socialista para a Defesa prova o bom momento da relação entre o governo do também socialista Ricardo Lagos e o Exército. O ex-ministro da Defesa Mario Fernández, um democrata cristão, foi deslocado para a Secretaria-Geral da Presidência. A manutenção de Fernández no primeiro escalão do governo foi interpretada no Chile como um respaldo de Lagos ao partido aliado.

O presidente promoveu uma reforma ministerial para dar novo fôlego a seu governo, depois que a coalizão governista perdeu cadeiras no Parlamento nas eleições legislativas de dezembro passado. Além da Defesa, Saúde e Secretaria-Geral, Ricardo Lagos mudou os ministros dos Transportes, Mineração e Obras Públicas.