Chavez elogia Kirchner por se livrar ‘das garras do FMI’

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 16 de dezembro de 2005 as 12:57, por: cdb

Presidente venezuelano, Hugo Chávez ofereceu seu apoio para que a Argentina possa se libertar “definitivamente das garras” do Fundo Monetário Internacional (FMI), depois que Buenos Aires decidiu quitar a dívida com o organismo. Em uma transmissão conjunta de rádio e televisão, Chávez elogiou, nesta sexta-feira, a decisão do presidente Néstor Kirchner, que anunciou que a nação usará um terço de suas reservas internacionais para saldar a dívida neste ano.

– A República Argentina pode contar que, se faltar apoio adicional, estaremos apoiando até onde podemos a decisão do presidente Néstor Kirchner, para que a Argentina se livre definitivamente das garras do Fundo Monetário – afirmou Chávez em discurso antes de viagem ao Brasil.

A Argentina busca com a medida obter uma importante economia de juros e ganhar liberdade econômica após anos de atrito com o organismo. O país pagará 9,81 bilhões de dólares ao FMI, com uma economia total de US$ 842 milhões em juros. A Venezuela comprou neste ano quase US$ 1 bilhão da dívida argentina como parte da cooperação entre ambas as nações. Do total adquirido, cerca de US$ 400 milhões já foram vendidos.

Chávez também elogiou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela decisão de também quitar a dívida como FMI neste ano.