CHÁVEZ DIZ QUE CÂNCER AUMENTOU SUA VONTADE DE CONTINUAR NO PODER

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 5 de setembro de 2011 as 13:48, por: cdb

CARACAS, 5 SET (ANSA) – O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou hoje que sua vontade de se manter no poder aumentou após ter sido diagnosticado com um câncer, em junho deste ano.
   
“Não tenho porque mentir para ninguém, a vontade de permanecer em Miraflores [sede do governo] só cresceu, cresceu e cresceu”, disse o mandatário durante uma entrevista à emissora estatal Venezolana de Televisión (VTV).
   
O presidente, que foi submetido recentemente a seu terceiro ciclo de quimioterapia, admitiu que a doença o afligiu “um pouco”, mas que não afetou seu governo, que já tem “um novo cronograma”.
   
Ele, no entanto, reconheceu que sua gestão descuidou recentemente de questões referentes à crise energética que vem afetando os venezuelanos.
   
“Admito que nos descuidamos, mas sempre pensei que era preciso criar um Ministério de Energia e tirar [o setor] de Petróleo e Minas, o que fizemos tarde, quando já estava em cima”, disse, acrescentando que a situação está avançando positivamente apesar de necessitar de tempo.
   
Chávez, que teve que mudar vários hábitos cotidianos e diminuir o ritmo das atividades públicas por conta da enfermidade, ainda anunciou que deu uns dias de folga para seus ministros porque “nós não temos parado”. (ANSA)