Cerca de 60% dos britânicos acha que Blair mentiu sobre o Iraque

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 29 de setembro de 2003 as 22:49, por: cdb

Cerca de 60% dos britânicos acreditam que o primeiro-ministro Tony Blair mentiu a respeito da ameaça representada pelo Iraque quando o país se preparava para entrar na guerra liderada pelos Estados Unidos para depor Saddam Hussein, mostrou uma pesquisa de opinião divulgada nesta terça-feira (horário local).

Blair, cuja popularidade vem despencando desde a guerra, enfrenta um dos pronunciamentos mais difíceis de sua carreira nesta terça-feira, falando na conferência anual de seu Partido Trabalhista, enquanto tenta lidar com a enorme insatisfação popular com o apoio do governo britânico ao conflito.

A pesquisa NOP, publicada pelo jornal The Independent, mostrou que 41% dos entrevistados querem que Blair renuncie, mas 52% não querem. Cinqüenta e nove por cento, entretanto, acham que Blair mentiu sobre o Iraque – 29% acham que ele disse a verdade.

Outras pesquisas já vinham mostrando que a maioria dos britânicos não confia mais no premier depois do fracasso na busca pelas supostas armas de destruição em massa do Iraque, usadas como principal justificativa para a guerra.