Centro Vocacional Tecnológico de Tapirema será inaugurado nesta sexta-feira, 02

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012 as 09:34, por: cdb

As instalações do Centro Vocacional Tecnológico/CVT em Cerâmica Artesanal e Estrutural em Tapirema, povoado localizado no distrito  rural de José Gonçalves, serão inauguradas na próxima sexta-feira, 02. A solenidade de entrega será realizada no próprio povoado, às 14h30.

O Centro Vocacional de Tapirema, unidade criada em parceria com a Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, vai possibilitar a revitalização da produção de telhas e peças artesanais de cerâmica, tradicional fonte de renda da população do povoado. Com o funcionamento das instalações, a comunidade contará com maior profissionalização e ampliação da renda por meio do aprimoramento das técnicas e metodologia de trabalho com cerâmica em argila.

Benefícios – Com o CVT, haverá o melhoramento tecnológico na fabricação dos produtos em cerâmica e argila da região. O Centro também promoverá o desenvolvimento autossustentável da comunidade, ampliando as oportunidades de emprego e renda e melhorando a vida dos moradores, pois possibilitará que muita mão-de-obra seja absorvida pela comunidade local.

Pioneirismo – O Centro Vocacional será o primeiro espaço do gênero em funcionamento no interior de Vitória da Conquista. Por meio da unidade, será aliado aquilo que já é tradicional na comunidade de Tapirema com novas tecnologias e processos modernos de produção. “Já é tradição da população do entorno de Tapirema trabalhar com barro, cerâmica estrutural, que é telha e tijolo. Agora, a comunidade terá também formação em cerâmica artesanal. Por isso, é um prazer entregar esse novo equipamento e tudo que ele vai poder proporcionar para os professores e para a comunidade em geral”, declarou o prefeito Guilherme Menezes.

Infraestrutura – O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia /Ifba de Vitória da Conquista será o responsável pelas ações pedagógicas e de pesquisa. O Centro, construído em área doada pela Prefeitura de Vitória da Conquista, será estruturado com salas de aula, laboratórios, biblioteca, auditório, banheiros, complexo administrativo, computadores e equipamentos para análise técnica da argila da região.

Os cursos vocacionados na área de cerâmica já começaram a ser oferecidos pelo Ifba. Eles estão divididos em três módulos, de 30 horas, e conta com três turmas de 30 alunos. “Poderemos ofertar posteriormente cursos em outras modalidades, já que a gente pode ter, dentro do Instituto Federal da Bahia, desde o ensino médio até o pós-doutorado. Por isso, temos a ideia de fazer mobilizações junto com a comunidade para trazer outros cursos, além dos vocacionados na área de cerâmica”, certificou o diretor geral do Ifba, Paulo Marinho.