Centro de atenção à mulher adolescente faz 3 anos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 8 de abril de 2004 as 11:50, por: cdb

O Centro de Atenção à Mulher Adolescente (Ceama) da Secretaria de Estado de Saúde que funciona no Hospital Pedro II completa três anos de funcionamento, no próximo sábado. Neste período atendeu 1.506 gestantes adolescentes. Coordenado pelo médico Moysés Recthmann, o Ceama atende a faixa etária de 12 a 19 anos e oferece pré-natal, assistência médico-psicológica, planejamento familiar, avaliação com nutricionistas e pediatras especialistas no atendimento a adolescentes.

O Secretário Gilson Cantarino destaca a importância de um centro localizado na Zona Oeste, uma das regiões mais carentes do Estado e frisou que é necessário que todos os municípios implantem o atendimento pré-natal, uma das formas de se evitar a mortalidade materna e neonatal e o nascimento de bebês prematuros. Comprovadamente, a ausência ou deficiência de pré-natal e de assistência ao parto é responsável por um aumento da mortalidade e da morbidade materna e pelo nascimento de prematuros, principalmente entre as gestantes adolescentes.

O centro conta com 30 obstetras, duas assistentes sociais, dois psicólogos, dois enfermeiros, três auxiliares de enfermagem e uma nutricionista. Para o coordenador do centro, a assistência à grávida adolescente é fundamental, já que é uma paciente, que pela idade, pode ser considerada uma grávida de alto risco. No Ceama cada adolescente grávida receberá 6 consultas de pré-natal, iniciadas no primeiro trimestre de gravidez, além disto a paciente fará exames complementares entre eles o de sangue que servirão para detectar doenças infecto-contagiosas como sífilis, Aids, tuberculose, além de toxoplasmose, rubéola, entre outras que afetam diretamente o feto e podem levá-lo à morte. A mãe adolescente também fará o exame que vai detectar a compatibilidade ou incompatibilidade sangüínea entre mãe e bebê.

A mãe também passará por avaliação nutricional para verificar deficiências nutricionais como anemia. Cada adolescente receberá ainda informações sobre planejamento familiar, terá acesso a métodos contraceptivos e orientação sobre sexualidade e prevenção de doenças e atendimento psicológico à família. O Centro de Atendimento à Mulher e adolescente está funcionando de segunda à sábado, de 8h às l8h.