CD com canções de protesto será lançado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 29 de maio de 2003 as 16:44, por: cdb

As canções de protesto não morreram com o fim da cobertura da guerra do Iraque. Um grupo batizado de Peace Not War quer manter o espírito vivo com o lançamento de uma série de CDs e uma rádio online, contando com a colaboração de nomes como Massive Attack, Public Enemy, Ms. Dynamite, Asian Dub Foundation e muitos outros.

O projeto começou tímido, com um casal de músicos independentes na Austrália, mas já recebeu colaboração de mais de 300 bandas, entre famosos e desconhecidos.

O primeiro grande lançamento do projeto é um CD duplo que já estava sendo vendido informalmente em eventos especiais, mas chega ao mercado, oficialmente, no dia 2 de junho (a distribuição está acontecendo inicialmente nos Estados Unidos, na Inglaterra e na Austrália).

A boa notícia é que a compilação não traz nenhuma das sofríveis composições recentes, como We Want Peace, de Lenny Kravitz, ou In a World Gone Mad, dos Beastie Boys.

Os dois CDs têm faixas não-inéditas de várias épocas, o que deve servir para apresentar a novas gerações músicas “clássicas” como Hymn of the Big Wheel, colaboração do Massive Attack com Neneh Cherry incluída no primeiro disco do grupo de Bristol, Blue Lines, de 1991.
Também estão na compilação Watch Over Them, uma gravação a capela de Ms. Dynamite (que havia aparecido no disco de estréia da inglesa, A Little Deeper, do ano passado); Self Evident, um poema falado de Ani DiFranco, tirado do álbum ao vivo So Much Shouting, So Much Laughter; e Son of Bush, faixa-protesto do Public Enemy que havia sido gravada para o disco Revolverlution.

Os organizadores, conhecidos como Kelly e Mudge, dizem que o lucro sendo utilizado para pagar os custos de passeatas a favor da paz.