Casos de dengue já passam de 31 mil no estado do Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 30 de março de 2011 as 17:40, por: cdb

Vladimir Platonow
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – O último levantamento da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro aponta que o número de casos de dengue chegou a 31.412 no estado, no período de 2 de janeiro a 26 de março. Foram registradas 23 mortes, sendo sete no Rio de Janeiro, três em Nova Iguaçu, três em São João de Meriti, duas em Duque de Caxias e uma morte em cada um dos seguintes municípios: Magé, Cabo Frio, Marica, Mesquita e São José do Vale do Rio Preto.

Mais de um terço dos casos no estado foi registrado no município do Rio, com um total 12.261 casos. O número de doentes aumentou nos meses de verão: 1.495 em janeiro, 5.294 em fevereiro e 5.472 em março. Em três meses, a doença se concentra principalmente em bairros da zona oeste, com destaque para Santa Cruz, com 827 casos, Campo Grande, 544, Bangu, 541, e Realengo, 506.

A região de Jacarepaguá, que abrange dez bairros, atingiu 1.108 casos desde o início do ano. A região da Barra da Tijuca registrou 628 casos. A zona sul da cidade registrou 1.003 casos no mesmo período.

Os sintomas da dengue são febre alta, dor no corpo, dor nos olhos, dor nas articulações, vermelhidão no corpo, vômito e dor no abdômen. Com apenas dois desses sinais, o médico já deve presumir que se trata de dengue, o que pode ser confirmado por meio de exames de sangue e contagem do número de plaquetas.

O principal tratamento é a hidratação, via oral e por soro na veia. O uso de medicamentos deve ser por indicação médica e não é recomendável usar qualquer remédio à base de ácido acetil salicílico.
 

 

Edição: Rivadavia Severo

Saúdedenguerio de janeirosaúde pública