CASAS POPULARES – Futuros mutuários da zona sul têm de regularizar documentação até 1º de fevereiro (25/01/2012)

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 25 de janeiro de 2012 as 08:17, por: cdb

CASAS POPULARES – Futuros mutuários da zona sul têm de regularizar documentação até 1º de fevereiro (25/01/2012)

Convocado que não comparecer até a data terá
cancelamento automático do processo de financiamento da Caixa

A CEF (Caixa Econômica Federal) aguarda até o 1º de fevereiro para que os futuros mutuários que foram contemplados no sorteio das 246 unidades do bairro Rubens de Abreu Izique (Altos do Nova Marília), conjunto habitacional do Programa Meu Sonho Minha Casa, regularizem a documentação, para quem tiver pendências, e preencham novo formulário da instituição financeira para dar sequência ao trâmite burocrático para a entrega das casas.

O atendimento dos convocados está sendo realizado das 8 às 16 horas, de segunda a sexta-feira, na sede da SGTI (Secretaria Municipal de Governo, Trabalho e Inclusão), no setor de Bolsa Família. A Secretaria fica na rua Coronel José Braz, 239, Centro.

A convocação dos futuros mutuários foi feita no Domm – Diário Oficial do Município de Marília (https://diariooficial.marilia.sp.gov.br), nas edições nº 651 (sábado, 21) e 652 (terça-feira, 24), assim como está afixada no quadro de avisos na entrada do Paço Municipal

De acordo com o edital de convocação, o não comparecimento até a próxima quarta-feira (1º), implicará no cancelamento automático do processo de financiamento da Caixa.
.
“Além da convocação pelo Diário Oficial foram enviados telegramas aos convocados. Os telegramas que não foram entregues por algum motivo e devolvido pelos Correios, a Prefeitura está mantendo contato por telefone, para que estes mutuários não percam o prazo”, diz o diretor de Informática da Prefeitura, Willian Cesar Marcheti. A Diretoria de Informática que gere o cadastro do programa habitacional municipal.

Com toda a documentação acertada, a CEF pretende realizar a entrega das casas neste primeiro semestre. Após a regularização de documentos, deverá ser agendado o sorteio das unidades, quando os futuros moradores vão saber em qual casa – rua, quadra e número – vão morar. O processo deverá ser realizado em dia a ser agendado, possivelmente no Espaço Cultural e de Lazer Ezequiel Bambini, como ocorreu para a ocupação das unidades do Jardim Trieste Cavichioli, em Padre Nóbrega, entregue no ano passado.

Depois de os imóveis sorteados, a CEF e a Prefeitura deverão marcar solenidade para a entrega das chaves aos mutuários, que poderão em seguida mudar-se para as novas unidades.

O sorteio das 246 unidades do conjunto da zona sul, realizado em setembro de 2010, obedeceu a critérios do Ministério das Cidades, onde 74 delas foram destinadas de famílias que residem em submoradias, áreas de risco, áreas públicas, áreas insalubres, APPs (Áreas de Preservação Permanente), APAs (Áreas de Preservação Ambiental) ou sob demanda judicial (reintegração de posse ou existência de TACs – Termos de Ajustamento de Conduta), devidamente inscritos no cadastro social realizado pela Coordenadoria de Projetos de Moradias e de Desfavelamento, da SPU (Secretaria Municipal de Planejamento Urbano); 50 unidades destinadas a famílias que possuem mulheres como responsáveis pela unidade familiar (arrimo); 13 casas para famílias que possuem idosos como responsáveis financeiros pelo domicílio; e 109 unidades voltadas às famílias inscritas nos Programas Minha Casa Minha Vida e no Meu Sonho Minha Casa e que não fazem parte de outros grupos contemplados.

Foto: Mauro Abreu