Casal de parlamentares que jantou com Cavendish continua a integrar CPMI do Cachoeira

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 26 de junho de 2012 as 11:04, por: cdb

Luciana Lima
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), negou hoje (26) um pedido do senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) para que os parlamentares avaliassem a presença do senador Ciro Nogueira (PP-PI) e da mulher dele, a deputada Iracema Portella (PP-PI), na comissão.

Os dois admitiram que se encontraram com o empresário Fernando Cavendish, ex-diretor da empresa Delta Construções, durante a Semana Santa, em Paris. A Delta é apontada pela Polícia Federal como integrante da organização criminosa comandada pelo empresário goiano Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

“Embora o senador e a deputada admitam manter relação de amizade com Fernando Cavendish, não há prova de que seja amizade íntima”, disse o presidente ao negar o pedido feito pelo senador do PSOL.

Diante da decisão, Randolfe informou que vai recorrer ao plenário do Senado.

Edição: Talita Cavalcante