Casal confessa assassinato de estudante e aguarda julgamento preso

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 8 de janeiro de 2005 as 21:13, por: cdb

O juiz Luiz Carlos de Miranda, do Tribunal do Júri, expediu na última sexta-feira o pedido de prisão preventiva dos dois acusados pela morte da estudante Maria Cláudia de Siqueira Del’Isola, 19 anos.

O ex-caseiro da família, Bernardino do Espírito Santo Filho, de 30 anos, e a ex-empregada da casa, Adriana de Jesus Santos, de 21, confessaram o crime e responderão a processo por homicídio doloso multiplamente qualificado, ocultação de cadáver, estupro, atentado violento ao pudor e furto.

Com essa decisão do juiz, os dois, que já estão presos, continuarão sob custódia da Justiça até o julgamento do caso. Na última quinta-feira, a 2ª Vara Criminal determinou que a competência para o julgamento do caso é do Tribunal do Júri.

O júri popular deverá decidir que o casal será ou não condenado por homicídio qualificado.