Casa Branca acusa Iraque de intimidar cientistas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 24 de janeiro de 2003 as 16:20, por: cdb

A Casa Branca acusou o Iraque de bloquear as entrevistas dos cientistas iraquianos com os inspetores de armas da ONU. Além disso, o porta-voz da Casa Branca, Ari Fleischer, rejeitou a argumentação dos oficiais iraquianos de que os cientistas de seu país não querem falar com os inspetores de armas da ONU sozinhos.

Para ele, essa explicação é “ridícula”. “O presidente Bush acredita que a recusa do Iraque em permitir que os cientistas de seu país se submetam a entrevistas privadas com os inspetores da ONU é inaceitável”, disse Fleischer.

“O Iraque deve permitir e estimular os cientistas a participarem das entrevistas privadas e deve fazer isso sem adiamento.” Ele afirmou que segundo os termos da Resolução 1441 da ONU, o Iraque não tem poder de escolher sobre a permissão ou não para realização das entrevistas. Para Fleischer, isso é parte do padrão atual de falta de cooperação do Iraque.

Ele disse mais uma vez que o tempo está acabando para o Iraque, mas afirmou que ainda há posssibilidade de a guerra ser evitada. Segundo Fleischer, não há prazo para uma ação militar. Contudo, ele também disse que os Estados Unidos não querem que o processo de inspeção continue indefinidamente. “Não há dúvida que os EUA querem Saddam Hussein desarmado mais cedo do que mais tarde.”