Carlos Tévez consegue na Justiça o direito de não jogar pela seleção

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 21 de novembro de 2003 as 03:05, por: cdb

O jogador de futebol Carlos Tévez obteve na Justiça, na última quinta-feira em Buenos Aires, o direito de não jogar pela seleção argentina.

O atacante entrou com a ação para poder atuar pelo Boca Juniors na final do Mundial Interclubes, que será realizada no próximo mês, em Tóquio contra o Milan da Itália.

Tévez, que se recupera de uma lesão no joelho esquerdo, estava impossibilitado de defender o Boca por causa de uma regulamentação da Associação de Futebol Argentina (AFA), que determina que um jogador não pode atuar em clube após ser convocado para uma seleção do país.

O jogador fora selecionado para disputar o Mundial Sub-20 nos Emirados Árabes, que começa no próximo dia 28 de novembro.

No entanto, o juiz trabalhista Jorge Ramón Gude aceitou o recurso apresentado por Tévez, pedindo para continuar atuando pelo seu clube nas últimas partidas do Torneio Apertura e na decisão do Mundial Interclubes do dia 14 de dezembro.

– Fiquei irritado por me tratarem como um joguete e não pensarem na minha perna. Estão brincando comigo – disse o jogador há uma semana sobre a disputa entre o Boca e a AFA.