Carlos Mesa nomeia ministério na Bolívia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 20 de outubro de 2003 as 05:02, por: cdb

O novo presidente da Bolívia, Carlos Mesa, nomeou no início da noite do último domingo um ministério classificado por ele como ‘independente’. Alguns dos nomes são desconhecidos da maioria da população.

Entre os 15 integrantes, embora estejam empresários e políticos que já desempenharam cargos burocráticos, antigos membros do gabinete de Gonzalo Sánchez de Lozada em seu primeiro período na Presidência (1993-1997), há desconhecidos da grande maioria da população.

Dois dias depois de assumir o cargo, após a renúncia de Gonzalo Sánchez de Lozada, Mesa confirmou que teve dificuldades para formar um ministério 100% livre da influência dos partidos, como tinha anunciado anteriormente.

Por isso, a posse foi adiada duas vezes. A pasta de Mineração e Petróleo ainda está sem um nome definido e dois dos ministros nomeados ainda estão sem função definida: Roberto Barbery (Participação Popular) e Justo Seoane (Assuntos Indígenas).