Cáritas teme contaminação em massa da população de Basra

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 25 de março de 2003 as 14:28, por: cdb

A ONG “Cáritas Iraque” fez um alerta nesta terça-feira, sobre a possibilidade de infecção em massa da população de Basra, sul do Iraque, através do consumo de água contaminada.

Segundo dados desta ONG enviados ao seu escritório na Espanha, a maior parte da população de Basra, que é de 1,5 milhão de habitantes, tem usado água procedente dos rios Tigre e Eufrates para beber e cozinhar, depois que seus sistemas de eletricidade e distribuição foram destruídos por bombas.

Este fato “deixou em alerta todos os responsáveis da ‘Cáritas’ e das outras poucas organizações humanitárias presentes no Iraque, uma vez que, com o alto nível de contaminação das águas, a qualquer momento pode ocorrer uma infecção em massa da população civil”, afirma a ONG.

No norte do país, a cidade de Mossul e as localidades vizinhas “voltaram a sofrer nesta terça-feira ataques aéreos” e, por causa dos bombardeios dos últimos dias, cerca de 4 mil pessoas abandonaram seus lares e buscaram refúgio em Karakosh, cidade vizinha, afirma o escritório espanhol da Cáritas.

Um comboio partiu esta terça-feira dos centros de distribuição de ajuda humanitária da “Cáritas Iraque” em Bagdá para Karakosh, levando alimentos e medicamentos para atender às pessoas deslocadas.

Em Bagdá, cidade que está sendo submetida a bombardeios diários, a organização continua prestando ajuda de emergência.