Cardeais octogenários exigem direito a voto

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 23 de outubro de 2003 as 11:25, por: cdb

Os cardeais octogenários da Igreja Católica se rebelaram e pediram a restituição do direito a voto no Conclave para a eleição de um Papa, afirma a edição desta quinta-feira do jornal italiano de centro-esquerda La Repubblica. “Sem direito a voto, somos semi-cardeais, cardeais de segunda categoria”, declarou ao jornal um religioso que pediu anonimato.

Segundo o La Repubblica, os 59 cardeais octogenários teriam enviado uma carta ao papa João Paulo II na qual pedem o restabelecimento do direito, suprimido em 1970 pelo papa Paulo VI. Atualmente, o colégio eleitoral encarregado de escolher o sucessor de João Paulo II quando chegar o momento está integrado por 135 cardeais de menos de 80 anos.

“Este mal-estar existe em todos os cardeais com mais de 80 anos. É uma regra inconcebível. Um cardeal é o que é primeiro porque elege um Papa e depois porque está a seu lado”, acrescentou outro príncipe da Igreja. “De fato, nos sentimos um pouco abandonados”, reconheceu abertamente o cardeal Giovanni Cheli, 85 anos, que acrescentou: “Pessoalmente, eu não faço disso um drama”.