Candidaturas avulsas à presidência da Câmara serão aceitas até uma hora antes da eleição

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 2 de fevereiro de 2005 as 02:28, por: cdb

Os líderes partidários definiram, na noite da terça-feira, em reunião com o presidente de Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), que serão aceitas candidaturas avulsas à Mesa Diretora da Casa até as 15h do dia da eleição, 14 de fevereiro. A sessão destinada à eleição da Mesa terá início às 16h.

Segundo o deputado José Tomaz Nonô (PFL-AL), ficou estabelecido também que caberá ao PMDB a primeira secretaria; ao PFL, a primeira vice-presidência; ao PP, a segunda vice-presidência; ao PTB, a segunda secretaria; ao PSDB, a terceira secretaria e, ao PL, a quarta secretaria.

A presidência da Câmara, que cabe ao PT, partido que tem a maior bancada, está sendo disputada pelos petistas Luiz Eduardo Greengalgh, de São Paulo, e Virgílio Guimarães, de Minas Gerais. Também são candidatos os deputados Severino Cavalcanti (PP-PE), José Carlos Aleluia (PFL-BA) e Jair Bolsonaro (PFL-RJ).

O líder do PTB, José Múcio (PE), informou que também ficou decidido que só serão aceitas candidaturas avulsas de deputados de partidos diferentes para a presidência da Câmara. Nos demais cargos, qualquer candidatura avulsa de partidos diferentes será impugnada. José Múcio disse ainda que, para a formação das comissões permanentes será considerada a bancada da meia-noite do próximo dia 14.