Candidatos intensificam campanha para a Presidência da Câmara

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 12 de fevereiro de 2005 as 13:46, por: cdb

A dois dias da eleição para a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, os candidatos que concorrem à Presidência da Casa passam o fim de semana fazendo o trabalho de corpo a corpo em busca dos votos necessários para se elegerem. A escolha do novo parlamentar que comandará a Câmara nos próximos dois anos está prevista para as 16 horas desta segunda-feira.

O candidato oficial do PT, Luiz Eduardo Greenhalgh (SP), permanece em Brasília, onde tem encontros com parlamentares durante todo o dia de hoje. Domingo, o deputado paulista participa de um churrasco com congressistas e de reunião da bancada do PT, marcada para 16 horas, na Câmara. Um jantar com a bancada feminina vai encerrar a agenda do candidato no domingo.

O candidato avulso Virgílio Guimarães (PT-SP) vai passar o sábado fazendo contatos com parlamentares por telefone. Amanhã, em um jantar, será organizado um ato pró-Virgílio, com a presença dos deputados que apóiam a candidatura do parlamentar mineiro.

A coordenação de campanha do deputado Severino Cavalcanti (PP-PE) informou que o parlamentar deve passar o fim de semana fazendo campanha por telefone. Severino alega, segundo assessores, que não tem recursos para financiar jantares de apoio.

O candidato José Carlos Aleluia (PFL-BA) está em São Paulo e retorna a Brasília nesse domingo, quando participa de reunião da bancada do PFL. Durante o encontro, o partido deve definir o nome do candidato que vai disputar a vice-presidência da Câmara. A reunião está marcada para as 16 horas, no plenário 12 da Casa. O candidato Jair Bolsonaro (PFL-RJ) lançou apenas candidatura de protesto.

Na segunda-feira, os 513 deputados vão escolher, por voto secreto, a nova composição da Mesa Diretora da Câmara. Onze cargos estão na disputa, incluindo o de presidente. Tradicionalmente, a maior bancada sempre indicou o nome do parlamentar para presidir a Casa. No entanto, na eleição deste ano, cinco candidatos se inscreveram para disputar a vaga. De acordo com o regimento interno da Câmara, será eleito em primeiro turno o candidato que obtiver a maioria absoluta (metade mais um) dos votos válidos.