Candidatos do governo perdem até para o Enéas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 25 de setembro de 2001 as 18:47, por: cdb

A pesquisa CNT-Sensus divulgada nesta terça-feira mostra os dois possíveis candidatos à sucessão de Fernando Henrique em 2002 na lanterna entre os demais candidatos. O primeiro é o ministro da saúde, José Serra. Além de cair vertinigiosamente nas intenções de voto, passando de 8,4% para 4,2%, Serra ficou em último lugar, atrás do candidato do Prona, Enéas Carneiro, que obteve 4,3% das intenções de votos.

O líder nas intenções de voto ainda é o pré-candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, com 31,3%. Roseana Sarney (PFL), a segunda colocada, tem menos da metade dos votos: 14,4%, embora seja a candidata que mais cresceu na intenção de voto dos eleitores, saindo dos 11,2% de agosto.

Os outros candidatos da lista aparecem na seqüência: Ciro Gomes (12%), Itamar Franco (10,6%), Anthony Garotinho (9%), Enéas (4,3%) e José Serra (4,2%).

Numa outra lista, onde o nome de Serra é substituído pelo do ministro da Fazenda, Pedro Malan, Enéas também vence nas intenções de voto. Porém, a diferença é maior: Enéas obteve 4,8% da preferência de votos enquanto Malan apenas 2%.

Nesta lista, o primeiro colocado continua sendo Lula (33,6%), seguido de Ciro Gomes (15,9%), Itamar Franco (13,2%), Anthony Garotinho (10,1%), Enéas (4,8%) e Malan (2%).

O presidente de honra do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, já reconhece que o crescimento da governadora do Maranhão, Roseana Sarney, nas pesquisas vai fortalecer o PFL nas articulações para a escolha do candidato do campo governista à Presidência da República.

“Ela cresceu nos últimos 30 dias. Não sei se vai se manter, mas ela já conquistou o direito de o PFL ter uma voz mais ativa no bloco da base do governo”, calcula o petista.