Candidato do governo tem vantagem nas eleições do Paraguai

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 15 de março de 2003 as 15:35, por: cdb

O candidato presidencial do governante Partido Colorado do Paraguai, Nicanor Duarte, ampliou sua vantagem sobre o opositor Julio César Franco, segundo uma pesquisa divulgada este sábado, quando faltam menos de 45 dias para as eleições gerais do dia 27 de abril.

Duarte se mantém na frente das preferências com 28,4%, 8,9% pontos a mais que Franco, do Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA), o principal da oposição, que tem apoio de 19,5 por cento, de acordo com a pesquisa publicada no jornal “Ultima Hora”.

A enquete, feita pelo Instituto de Comunicação e Arte (ICA) e encarregado além disso pelo Canal 9 e a emissora de rádio Primeiro de Março, atribui o terceiro lugar ao empresário católico Pedro Fadul (16,6), do movimento independente Pátria Querida.

Além disso revela uma elevada porcentagem (22,3%) de eleitores que declararam “não sabe/não responde”.

O senador Guillermo Sánchez, da União Nacional de Cidadãos Éticos (Unace), partido criado pelo ex-general Lino Oviedo fora do oficialismo, aparece em quarto lugar com 6,1%.

Sánchez substituiu Oviedo na candidatura presidencial depois que o Tribunal Eleitoral reiterou a impugnação contra o ex- chefe do Exército pela condenação de dez anos de prisão que pesou contra ele por ter liderado, em 1996, uma tentativa de golpe.

Oviedo continua no Brasil à espera da definição de seu status migratório depois da rejeição, em dezembro de 2001, de sua extradição para o Paraguai, onde está sendo processado como autor moral do assassinato do vice-presidente Luis María Argaña.

À medida que se aproximam as eleições, o PLRA e o partido “oviedista” mantêm a possibilidade de uma eventual aliança para tirar o Partido Colorado, que está no poder desde 1947, cuja cúpula se tormou um obstinado inimigo político do ex- militar.

No entanto, a pesquisa afirma que a oposição deve “reconsiderar sua estratégia”, já que a soma das porcentagens de Franco e de Sánchez não alcança “colocar em risco” as possibilidades de triunfo do governo atual.

Outra pesquisa, publicada no último dia 23 de fevereiro pelo jornal Abc Color, apresentou Duarte (26,8%) com uma apertada vantagem de dois pontos sobre Franco (24,7) e melhor posicionado em relação a Fadul (23,7).

Nas eleições do dia 27 de abril, os paraguaios estão sendo convocados para escolher o sucessor do presidente Luis González Macchi e renovar os membros do Congresso (45 senadores e 80 deputados) e as autoridades dos 17 estados (províncias) do país.