Câncer mata cerca de 90.000 crianças por ano

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 2 de fevereiro de 2007 as 21:32, por: cdb

O Dia Mundial contra o Câncer, que será realizado no próximo domingo, terá como objetivo sensibilizar os pais e os responsáveis políticos sobre a necessidade de promover uma mudança de comportamento desde a infância para prevenir a doença, que anualmente mata cerca de 90.000 crianças.

Este é um dos dados com os quais a União Internacional Contra o Câncer (UICC) pretende alertar a sociedade para a necessidade de se combater a doença que atinge 160.00 crianças por ano.

Sob o lema “Crianças de hoje, mundo do amanhã”, a UICC lembra aos adultos a importância de proporcionar às crianças um entorno saudável no qual se favoreça a prevenção do consumo de tabaco e da exposição perigosa ao sol, junto a uma dieta saudável e à realização de exercícios físicos diários. Os especialistas afirmam que os números de câncer infantil poderiam ser reduzidos drasticamente se um estilo de vida adequado fosse adotado desde a infância.

A UICC divulgou nesta sexta-feira um balanço de seu programa “Meu filho, minha batalha”, empreendido em 2004, para melhorar a luta contra os cânceres infantis nos países onde a oncologia pediátrica ainda é incipiente.

A conclusão é que existe uma grande diferença entre as taxas de sobrevivência nos países ricos e nos que estão em vias de desenvolvimento, nos quais, no entanto, vivem 80% das crianças com câncer.

Enquanto nos países desenvolvidos cerca de 80% das crianças afetadas pela doença se curam, nos pobres a taxa chega a entre 10% e 20%. Por meio do programa, segundo a organização, as instituições, hospitais e ONGs são encorajadas a melhorar a informação, a detecção precoce, o acesso à assistência médica e aos tratamentos da doença.