Câmara dos Estados Unidos aprova pesquisa com células-tronco

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 12 de janeiro de 2007 as 17:50, por: cdb

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, agora controlada pela maioria democrata, votou nesta quinta-feira a suspensão das restrições impostas pelo presidente George W. Bush ao financiamento federal de pesquisas com células-tronco embrionárias.

O projeto de lei apoiando a realização desse tipo de pesquisa teve 253 votos a favor e 174 contra. Esse resultado, no entanto, não garante a maioria de dois terços necessária para evitar o veto presidencial. A Casa Branca já afirmou que o presidente Bush não vai permitir que os contribuintes americanos “paguem pela destruição da vida humana em nome da pesquisa”.

O projeto sobre pesquisas com células-tronco era uma das prioridades dos democratas, que assumiram o poder em ambas as casas do Congresso americano depois de 12 anos de supremacia republicana.

– Hoje, ao aprovar a legislação para ampliar a pesquisa com células-tronco, a Câmara deu voz às esperanças de mais de 100 milhões de americanos e suas famílias -, disse a presidente da Casa, Nancy Pelosi.

– Com a forte votação bipartidária de hoje, nós agora desafiamos o presidente Bush a unir-se a membros de ambos os partidos e apoiar a esperança das pesquisas com células-tronco -, afirmou.

Veto

Bush já utilizou seu poder de veto para revogar um projeto semelhante aprovado no ano passado, quando o Congresso ainda era controlado pelo Partido Republicano.

Aquela foi a primeira vez que Bush se recusou a transformar em lei um projeto aprovado pelo Congresso. As pesquisas com células-tronco são alvo de muita polêmica.

Os defensores desse tipo de pesquisa afirmam que ela pode levar à cura de doenças como o Mal de Parkinson e o Mal de Alzheimer.

Afirmam também que os embriões humanos usados nas pesquisas – que vêm de múltiplos embriões gerados por casais que tentam engravidar por meio de fertilização in vitro – seriam descartados caso não fossem aproveitados nas pesquisas.

Bush, no entanto, diz que a pesquisa destruiria vidas humanas em nome da ciência. Pesquisas de opinião recentes sugerem que os americanos apóiam os estudos com céululas-tronco.