Caça a seqüestradores de Patrícia deixa dois policiais mortos e um ferido

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de agosto de 2001 as 21:08, por: cdb

Dois policiais morreram e pelo menos mais um ficou ferido tentando capturar os supostos seqüestradores de Patrícia Abravanel, filha do empresário Silvio Santos. O tiroteio aconteceu em Barueri, região metropolitana de São Paulo. As informações foram divulgadas pela GloboNews.

Fernando Dutra Pinto, acusado de ser o mentor do seqüestro, descoloriu o cabelo – está loiro – e jantava tranqüilamente no flat L’Etoile, um dos mais caros da região, onde se hospedou em Barueri com a namorada Jenifer e uma mulher não identificada, quando policiais civis chegaram ao local, guiados por uma denúncia anônima. As informações são de funcionários do flat.

Segundo a emissora, o delegado Antônio Daurino confirmou que o autor dos disparos é Fernando Dutra Pinto, suposto mentor do seqüestro de Patrícia Abravanel, filha de Silvio Santos. A troca de tiros ocorreu em frente ao Centro Comercial de Alphaville, perto do flat. Um policial teria sido usado como refém.

Os suspeitos continuam tentando fugir da polícia. Fernando foi baleado, provavelmente no ombro.

A Delegacia Anti-Seqüestro não confirma ainda que o autor dos disparos contra os policiais seja Fernando Dutra Pinto. Ainda não existem informações sobre o estado de saúde dos policiais feridos. Os bandidos teriam conseguido fugir para a Itapevi, vizinha de Barueri.