Bush revela que senador foi alvo de ataque bioterrorista com antraz

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 15 de outubro de 2001 as 16:34, por: cdb

O gabinete do líder da maioria republicana no Senado dos Estados Unidos, Tom Daschle, recebeu uma carta contendo a bactéria de antraz, revelou o presidente George W. Bush, numa entrevista coletiva realizada depois de um encontro com o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, na Casa Branca.

“Seu gabinete recebeu uma carta, e tinha antraz dentro dela”, disse Bush. “A carta foi examinada e os funcionários que ficaram expostos estão sendo tratados”.

O presidente afirmou ainda que a substância encontrada no envelope, um pó, foi enviada ao Centro de Controle de Doenças (CDC) para análises adicionais.

Respondendo à pergunta de um jornalista, sobre a possibilidade do envolvimento de Osama bin Laden na onda de casos de antraz nos EUA, Bush respondeu: “Nós não temos provas concretas até o momento, mas é claro que o senhor bin Laden é um homem mal. Ele e seus porta-vozes estão falando abertamente sobre como esperam causam mais dor ao nosso país; por isso estamos examinando toda peça de prova. Estamos nos empenhando para juntar as peças e descobrir quem está fazendo isso”.

O presidente exortou os norte-americanos a tomarem cuidado com cartas que chegam de desconhecidos, “cartas que parecem suspeitas”. Essas cartas, acrescentou, devem ser entregues às autoridades policiais.

O senador Daschle afirmou, em entrevista coletiva, que suspender as atividades em seu gabinete imediatamente ao tomar conhecimento do caso e chamou a polícia.

“Eu não posso revelar detalhes porque a investigação continua”, disse o senador.

Ainda nesta segunda-feira, Richard Buttler, o ex-inspetor de armas da ONU no Iraque, apontou para uma possível conexão iraquiana com a recente onda de antraz.

Buttler disse não acreditar que grupos terroristas tivessem desenvolvido eles próprios a bactéria.

Em entrevista à CNN, Buttler ressaltou que não houve nenhuma investigação que envolvesse o Iraque nos ataques, mas afirmou que é sabido que esse país já produziu antraz.