Bush renova pedido de proibição do casamento entre pessoas mesmo sexo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 6 de junho de 2006 as 07:55, por: cdb

O presidente George W. Bush pediu novamente que o Senado dos Estados Unidos aprove uma emenda constitucional proibindo casamento entre pessoas do mesmo sexo quando for debater a questão nesta semana.

Bush afirmou que o casamento entre um homem e uma mulher é a instituição mais fundamental da civilização e precisa ser protegido de “juízes ativistas”.

Os opositores do presidente americano afirmaram que Bush está usando a questão para reconquistar eleitores republicanos perdidos.

A emenda não deve ser aprovada, pois não tem o apoio necessário. É necessária a maioria de dois terços nas duas casas do Congresso americano para que o processo de aprovação de uma emenda possa ter início.

<b>Opinião</b>

O Senado deve iniciar o debate a respeito desta emenda na terça-feira. Bush disse que a emenda vai assegurar que nenhum juiz questione o que o presidente afirmou ser a opinião do povo americano.

– Assembléias legislativas estão tentando cuidar da questão, mas em todo o país estas assembléias estão sendo frustradas por juízes ativistas que estão subvertendo a expressão da vontade do povo – disse Bush a jornalistas na Casa Branca.

Juízes rejeitaram recentemente leis a respeito de casamentos tradicionais em estados como Washington, Califórnia e Nova York.

Segundo o correspondente da <i>BBC</i> em Washington James Coomarasamy uma pequena maioria dos americanos é contra uniões entre pessoas do mesmo sexo, mas a maioria quer que o governo de seus estados tome a decisão final a respeito da legalidade destes casamentos.

Democratas acusam Bush de tentar promover uma questão que parece ter pouca chance de aprovação no Congresso para conquistar a base conservadora republicana antes das eleições de novembro.

Bush está enfrentando uma queda em sua popularidade, segundo pesquisas de opinião, principalmente devido à presença americana no Iraque.

No sábado Bush usou seu programa semanal de radio para pedir ao Senado que defina o casamento como uma união entre um homem e uma mulher.