Bush fará uso das reservas de petróleo apenas em caso de emergência

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 9 de março de 2003 as 11:57, por: cdb

Mesmo com o aumento nos preços do petróleo, o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, só utilizará as reservas estratégicas de petróleo cru do país em caso de uma emergência, informaram a Casa Branca e a Secretaria de Energia, nesta semana.

“O presidente continua acreditando que apenas deve apelar para a reserva estratégica em caso de uma emergência”, disse o porta-voz da Casa Branca, Ari Fleischer.

“O mais importante que se pode fazer a respeito do preço do petróleo é aumentar a conservação e a produção”, continuou Fleischer, que aproveitou para pedir ao Congresso que aprove o plano energético proposto por Bush.

Representantes do Partido Democrata, opositor ao Republicano de Bush, e grupos de defesa dos consumidores pediram que o Governo libere o petróleo da reserva estratégica de emergência para permitir uma redução dos preços. Recentemente, o preço chegou a 40 dólares por barril.

A média do preço da gasolina nos Estados Unidos atualmente é de 44,47 centavos de dólar por litro e é o quinto mais alto registrado na história do país.

De acordo com os operadores do mercado de petróleo, o preço internacional subiu por causa das preocupações sobre a possibilidade de uma ação militar liderada pelos Estados Unidos contra o Iraque, o oitavo exportador mundial.

A Unidade de Análises do Departamento de Energia dos Estados Unidos informou, na quinta-feira, que o preço da gasolina nos postos chegaria, em abril, a um novo recorde de 46,31 centavos de dólar por litro.

Nesta semana, o secretário de Energia dos Estados Unidos, Spencer Abraham, também havia afirmado aos legisladores que o Governo apenas liberaria a reserva em caso de uma grave emergência.
Mas Abraham negou-se a dizer se uma interrupção das exportações de petróleo do Iraque por causa de uma guerra seria uma grave emergência.