Bush admite dúvida sobre se fez tudo para evitar o 11/9

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 14 de abril de 2004 as 09:05, por: cdb

O presidente norte-americano, George W. Bush, reconheceu pela primeira vez em uma entrevista coletiva concedida, no final da noite desta terça-feira, que tem algumas dúvidas sobre se o governo fez tudo que podia para evitar os ataques de 11 de setembro de 2001.

“Eu olho para trás e me pergunto muito ‘Havia alguma coisa que podíamos fazer para evitar os ataques?”’, disse Bush. “É claro que tenho me feito esta pergunta. Assim como muitos no governo. Ninguém quer que isso aconteça com a América.”

Mas no final ele disse: “Se eu tivesse um pressentimento forte de que pessoas jogariam aviões em prédios, iríamos mover céu e terra para salvar o país”. O presidente disse ainda que havia “nada de novo” em um memorando divulgado recentemente sobre a Al Qaeda que ele teria lido um mês antes dos ataques.

Os críticos do presidente afirmam que o memorando é uma prova de que Bush poderia ter se esforçado mais para evitar os ataques ao World Trade Center e ao Pentágono.

O documento de título “Bin Laden Determinado a Atacar Dentro dos Estados Unidos”, alertava que a Al Qaeda planejava atacar os EUA com explosivos ou aviões sequestrados. A Casa Branca divulgou esse memorando há três dias devido a pressões da comissão que investiga os ataques.

“Francamente, eu não pensei que tivesse algo novo”, disse em sua entrevista coletiva. “Eu quero dizer, muitos jornais importantes já haviam dito que Bin Laden queria ferir a América.”