Buscas de restos mortais de guerrilheiros do Araguaia são retomadas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 31 de agosto de 2011 as 09:55, por: cdb

(1’19” / 307 Kb) – O Grupo de Trabalho Araguaia (GTA), responsável pela busca dos restos mortais de desaparecidos políticos da Guerrilha do Araguaia, retoma as investigações. Os trabalhos são conduzidos por uma equipe técnica pericial, além de ter a participação de parentes dos guerrilheiros e representantes do Ministério Público Federal. Essa expedição, a segunda do ano, ocorre entre os dias 29 de agosto e 7 de setembro, no cemitério de Xambioá, em Tocantins.

A busca pelos militantes desaparecidos na guerrilha, surgida na década de 1970 em oposição à ditadura civil-militar, foi determinada pela Justiça em 2009. Nesses dois anos, foram encontradas dez ossadas, que aguardam perícia do Instituto Médico-Legal de Brasília.

O Grupo sofreu reformulações em maio deste ano e atualmente é coordenado pelos ministérios da Defesa, da Justiça e pela Secretaria de Direitos Humanos. Documentos sobre o conflito e dados fornecidos pelos parentes dos desaparecidos são bases para os trabalhos de busca.

Quem tiver informações que possam auxiliar na localização dos restos mortais dos guerrilheiros pode ligar para o Disque Direitos Humanos, no número 100. A ligação é gratuita é não é preciso se identificar.

De São Paulo, da Radioagência NP, com informações da Agência Brasil, Vivian Fernandes.

31/08/11