Brizola rompe com a Frente Trabalhista

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 18 de abril de 2002 as 17:07, por: cdb

O presidente nacional do Partido Democrático Trabalhista (PDT), Leonel Brizola, anunciou nesta quinta-feira o rompimento com a Frente Trabalhista, composta também pelo Partido Popular Socialista (PPS) e pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). O impasse foi gerado pela crise enfrentada pela coligação no estado do Rio Grande do Sul, com a indicação de José Fortunati, do PDT, para o governo estadual. Em conseqüência da decisão de Brizola, a Frente Trabalhista cancelou a pré-convenção nacional marcada também para esta quinta-feira.

Os deputados do PPS gaúcho já não tinham esperança de acordo com o PDT e o PTB em torno da candidatura de Ciro Gomes (PPS) à Presidência da República. Reunidos em num hotel de Brasília, os deputados aguardavam apenas a confirmação do cancelamento da pré-convenção e já discutiam alternativas para concorrer sem aliança. Ciro Gomes, por sua vez, tentará convencer o líder do PDT a voltar atrás no rompimento com a Frente Trabalhista. O presidenciável destacou que está disposto a apoiar uma solução de entendimento para a disputa pelo governo gaúcho.