Brasília quase pronta para festa da posse

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 29 de dezembro de 2002 as 23:55, por: cdb

A três dias da posse de Luiz Inácio Lula da Silva no cargo de presidente da República, as ruas de Brasília já estão decoradas para a festa cívica que acontecerá na próxima quarta-feira e para a qual são esperadas cerca de 500 mil pessoas, muitas vindas em caravanas de todo o país.

Ao longo da Esplanada dos Ministérios e até a Praça dos Três Poderes, os postes de luz estão decorados com fitas com as cores da bandeira nacional e da bandeira, vermelha, do Partido dos Trabalhadores (PT).

Apesar de uma persistente chuva, centenas de trabalhadores envolveram-se nos trabalhos finais para montar palanques e palcos, estes últimos destinados a shows com destacados cantores e grupos de música nacionais.

Telões de televisão também estão sendo instalados para que as multidões esperadas nas ruas do centro da capital possam acompanhar a cerimônia de posse, em que Fernando Henrique Cardoso transmitirá a faixa presidencial para Lula, encerrando oito anos no Governo, em dois mandatos consecutivos.

O próprio futuro ministro da Cultura, Gilberto Gil, um dos mais conhecidos cantores e compositores do Brasil no exterior, se apresentará num desses palcos, segundo a agência Associated Press.

Os organizadores dos espetáculos calculam que os shows serão vistos por milhões de espectadores pela televisão nacional e por emissoras estrangeiras.

Um dos organizadores, Duda Mendonça, reiterou neste domingo que Lula instruiu seus assessores para que seja dado realce às festas nas ruas “porque o povo é que deve participar do ato em que, pela primeira vez, um líder sindical chega ao poder”.

As delegações convidadas do exterior, entre elas comitivas encabeçadas por presidentes e primeiros-ministros, começarão a desembarcar em Brasília na segunda-feira.

Os hotéis “não têm mais espaço nem para um alfinete”, disse o presidente da Federação Hoteleira de Brasília, Francisco Moreira.

Os visitantes que não conseguiram alojamento nos hotéis poderão acampar no Parque da Cidade e em casas que os próprios moradores do Distrito Federal estão anunciando para aluguel.

Mas o Sindhobar – Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares – anunciou, neste domingo, que ainda há quartos disponíveis.

A maioria dos hotéis cinco estrelas opera – em média – com 80 por cento de taxa de ocupação, mas os demais estabelecimentos ainda esperam elevar para 70 por cento o número de apartamentos reservados, segundo a entidade.

“O que está atrapalhando é que a posse dos governadores também será no mesmo dia. Se fosse em outra data, Brasília ficaria com os hotéis tomados, porque eles sairiam de seus estados para a capital federal”, afirmou o presidente do Sindhobar, César Gonçalves.

Cerca de 15 mil efetivos da Polícia Militar, da Polícia Civil, da Polícia Federal, das Forças Armadas, do Corpo dos Bombeiros, da Defesa Civil e de outras agências e entidades, incluindo os serviços de emergência médica e hospitalar, estão mobilizados para garantir a segurança durante a posse.