Brasília Music Festival abre espaço para a música eletrônica

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 27 de setembro de 2003 as 19:21, por: cdb

O Brasília Music Festival, seguindo o exemplo de vários outros festivais de música no Brasil, aderiu ao movimento da música eletrônica e montou uma tenda onde apresentou DJs de vários estilos como house, techno, e drum ‘n’ bass.

Quem abriu a primeira noite do festival foi o brasiliense Giuliano Fernandes, 31 anos, mais conhecido como Hopper. Ele atua na cena eletrônica da cidade desde 1997, após retornar de uma viagem a Londres. Além de tocar, Hopper também conduz a Megatribe, produtora de festas eletrônicas.

No segundo dia de Brasília Music Festival, quem abriu foi o DJ Maze One, também de Brasília, que ressalta a importância de uma tenda eletrônica em um festival de bandas, pois a música eletrônica surgiu do rock e do jazz.

O paulista Wagner Borges Ribeiro de Souza, ou Patife, já tocou várias vezes em Brasília e já considera a cidade uma nova casa. “Acabou que eu criei uma nova família aqui”, conta.

O DJ Patife, que já atuava como DJ de drum ‘n’bass desde 1993, ao lado de Marky, foi descoberto em Londres, após o lançamento de seu primeiro disco, “Sounds of Drum ‘n’ Bass”.

Somente em 2002 ele começou a fazer sucesso aqui no Brasil, onde ficou conhecido pela sua parceria com Fernanda Porto, com quem gravou “Sambassim” e “Só Tinha Que Ser Com Você”, do disco “Cool Steps”.

Marky, que popularizou o drum ‘n’bass no Brasil, também faz parte do grupo de DJs que se apresenta na tenda eletrônica do Brasília Music Festival. Ele é mais um brasileiro que primeiro fez sucesso no exterior e que somente há um ano foi reconhecido no Brasil.

A tenda conta ainda com as participações de Carlos T’Allenese e Gabo, ambos de São Paulo, o mineiro Anderson Noise, e Leozinho + Parcionic, do Paraná. Ainda da cidade da garoa, veio tocar em Brasília o DJ Luiz Pareto e suas inúmeras perucas.

As atrações internacionais da tenda são os DJs ingleses Heaven, tocando house, e Asad Rizvi, tech-house. Vindos também do Reino Unido, há o grupo de drum ‘n’ bass EZ Rollers, que contou com performances ao vivo.