Brasileiros vão pagar a conta, mas não vão para a Copa, afirma Kajuru

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 6 de setembro de 2011 as 09:09, por: cdb

(1’58” / 463 Kb) – O Brasil está se preparando para realização da Copa do Mundo de 2014. Construção de novos estádios, reforma dos velhos e obras em aeroportos fazem parte da infraestrutura exigida pela Federação Internacional de Futebol (Fifa) para realização do evento no país.

Para o pagamento dessas obras, grande parte do financiamento vem do dinheiro público do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O jornalista Jorge Kajuru critica essa forma financiamento e alerta que a Copa é um evento privado e que não terá a participação dos brasileiros.

“A Copa é no Brasil, mas não é para os brasileiros. É uma Copa para turistas. Quem vai pagar a conta é o brasileiro, vai sair do imposto. O BNDES já colocou R$ 4,8 bi na Copa. Até 2014 pode dobrar esse valor.”

O jornalista também critica o ex-presidente Lula. Ele afirma que Lula assumiu um compromisso de que a Copa não seria bancada com o dinheiro da população.

“O mais grave é que quando foi definido o Brasil como sede da Copa, ficou estabelecido de forma pública, para todos os brasileiros – nas palavras do então presidente Lula e do Ricardo Teixeira – que não se gastaria nenhum centavo público para Copa do Mundo, que todas as despesas seriam privadas. O governo e o Ricardo Teixeira mentiram, foram canalhas.”

Somente para financiar sete estádios para a Copa, o BNDES já reservou R$ 2,7 bilhões em recursos.

De São Paulo, da Radioagência NP, Danilo Augusto.

Na próxima quinta-feira (08), a Radioagência NP publicará a entrevista com o jornalista na íntegra.

06/08/11

Moradores e movimentos sociais questionam “para quem serve a Copa?” em mobilizações Jornal questiona a Copa de 2014 no Brasil