Brasil vence a Jamaica por 1 a 0

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 12 de outubro de 2003 as 13:11, por: cdb

Talvez não tenha sido o espetáculo técnico que os torcedores ingleses esperavam ver. No entanto, na vitória de 1 x 0 sobre a Jamaica neste domingo, em Leicester, na Inglaterra, a Seleção Brasileira demonstrou um show de eficiência tática.

Se passou longe de ser virtuosa, a equipe pentacampeã do mundo esbanjou pragmatismo e objetividade. Uma boa mostra do que se pode esperar do time de Carlos Alberto Parreira até a Copa de 2006. Contra os jamaicanos, a Seleção teve o jogo na mão sempre. Demonstrou bom toque de bola e uma marcação aplicada no meio-campo. Porém, o placar acabou sendo um tanto minguado, levando em consideração a superioridade técnica verde-amarela.

A primeira finalização brasileira aconteceu logo aos quatro minutos, quando Zé Roberto recebeu na intermediária, avançou com a bola dominada e disparou de esquerda. O chute saiu defeituoso e sem perigo para os jamaicanos. Três minutos depois, o Brasil conseguia sua primeira grande chance, quando Kaká pegou o rebote de um escanteio e acertou um lindo voleio. O goleiro Rickets se esticou e evitou o gol.

Aos 11 minutos foi a vez de Ronaldo testar o goleiro jamaicano. O goleador brasileiro recebeu de Kaká e, mesmo cercado por quatro marcadores, chutou forte, exigindo boa defesa de Rickets. Desta forma, a pressão já anunciava a vantagem brasileira.

A Seleção finalmente inaugurou o placar aos 14 minutos, quando Roberto Carlos recebeu na lateral esquerda e disparou de longa distância. A bola fez uma trajetória sinuosa, cheia de curva, e entrou no canto esquerdo do gol jamaicano. Um lindo gol, com a assinatura característica do lateral do Real Madrid.

Até o intervalo, a Seleção praticamente sempre esteve no campo de ataque, mas centralizou demais o jogo e não conseguiu ampliar o placar. No segundo tempo, o panorama não mudou. A defesa fazia com que Dida praticamente fosse um espectador da partida. Na frente, o Brasil conseguia boa troca de passes e deslocamento de posições. Mas os arremates não saíam.

A primeira boa chance da segunda etapa aconteceu numa cobrança de falta de Rivaldo, aos 13 minutos. Mais tarde, após bela arrancada de Cafu, Ronaldo se livrou de três marcadores com um só toque e chutou. Rickets impediu o segundo gol brasileiro. Até o final do jogo, a Seleção conseguiu outras boas chances em bolas paradas de Juninho Pernambucano e Roberto Carlos, mas o placar de 1 x 0 não foi alterado.

A Seleção Brasileira volta a se reunir em novembro, quando terá dois compromissos pelas Eliminatórias. No dia 16 de novembro, o Brasil enfrenta o Peru, em Lima. Três dias mais tarde, a equipe de Carlos Alberto Parreira enfrenta o Uruguai, em Curitiba.

BRASIL 1 x 0 JAMAICA

Brasil
Dida; Cafu, Lúcio (Edmílson), Roque Júnior e Roberto Carlos; Émerson (Juninho Pernambucano), Gilberto Silva, Zé Roberto e Kaká (Juninho Paulista); Rivaldo (Adriano) e Ronaldo
Técnico: Carlos Alberto Parreira

Jamaica
Rickets; Gardner, Marshall (Mill), Sinclair e Ziadie; Whitmore, Langley (Taylor), Lawrence (Crawford) e Davies (Stuart); Ricardo Fuller e Burton (Ralph)
Técnico: Carl Brown

Data: 12/10/2003
Local: Walkers Stadium, em Leicester (Inglaterra)
Público: 32 mil torcedores
Árbitro: Rob Syles (ING)
Gols: Roberto Carlos, aos 14min do primeiro tempo