Brasil triplica exportações de álcool em 2004

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 12 de janeiro de 2005 as 17:26, por: cdb

O Brasil triplicou as exportações de álcool em 2004 e aumentou em 20% as de açúcar. O desempenho foi conseqüência dos resultados “excepcionais” da agroindústria canavieira da região Centro-Sul, que representa 85% da produção nacional, segundo informou o presidente da União da Agroindústria Canavieira de São Paulo (Unica), Eduardo Pereira de Carvalho.

A safra 2004/05, com 327,14 milhões de toneladas de cana, foi 9,27% maior do que a anterior. A colheita permitiu a produção de 22,05 milhões de toneladas de açúcar e 13,54 bilhões de litros de álcool, respectivamente 7,8% e 3,6% mais do que na safra anterior. Os números integram o balanço anual do setor, divulgado nesta quarta-feira.

O setor exportou US$ 900 milhões a mais do que em 2003, chegando à marca de US$ 3,1 bilhões.

– Saíram do Brasil cerca de 2,5 bilhões de litros de álcool, ou seja, três vezes mais do que no ano passado e aumentamos em 20% o volume de açúcar para o exterior – disse Carvalho.

Ele destacou que “o álcool combustível representou 60% do volume exportado, reafirmando a tendência de os países adicionarem o produto à gasolina”. Esses números são estimativas da entidade e já incorporam a produção do Norte-Nordeste.

Os Estados Unidos continuam como o maior destino do álcool nacional, com cerca de 600 milhões de litros (30% do tipo anidro e 70% do hidratado). O principal mercado do açúcar brasileiro é a Rússia.

Carvalho destacou ainda que o Brasil está conquistando novos mercados, sobretudo no continente europeu. Para 2005, a expectativa do setor agroindustrial canavieiro da região Centro-Sul é de manter os índices do ano anterior.

– O que também seria excepcional – disse.