Brasil, invicto, conquista a Copa dos Campeões

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 27 de novembro de 2005 as 14:25, por: cdb

A seleção brasileira masculina de voley encerrou o ano com uma vitória histórica. Por 3 sets a 0 sobre o Egito (25/21, 25/20 e 25/21), em 1h05, neste domingo, a equipe conquistou pela segunda vez o título da Copa dos Campeões, coroando um ano em que conseguiu também o pentacampeonato da Liga Mundial e o 25o título do Campeonato Sul-Americano. Foi a primeira vez que o Brasil conquistou a Copa dos Campeões sob o comando do técnico Bernardinho. Antes, a equipe tinha sido campeã em 1997, quando ainda era treinada por Radamés Lattari, e vice em 2001.

O Brasil entrou em quadra precisando de uma vitória por qualquer placar para ser campeão. Concentrados, os brasileiros chegaram a abrir sete pontos no primeiro set (23/16). Mas os egípcios começaram a forçar saque e causaram problemas para a recepção do Brasil. Com um ataque do oposto André Nascimento, a seleção fechou o set em 25/21.

No set seguinte os brasileiros continuaram tendo dificuldades com o forte saque dos egípcios e só conseguiram passar à frente do placar com outro ataque de André, que fez 19/18. Daí em diante a equipe abriu vantagem e fez 25/20 num ataque de Gustavo. No terceiro set, o Brasil deu poucas chances ao adversário e fez 25/21. O último ponto foi marcado pelo meio-de-rede Rodrigão.

Ao fim da partida, os jogadores se abraçaram no centro da quadra e fizeram juntos a tradicional comemoração, dando um peixinho no chão.

O técnico da seleção brasileira, Bernardinho, acredita que o Brasil não conseguiu exibir seu melhor voleibol durante a competição, mas destacou a importância da vitória.

– Foi uma jornada difícil. Não jogamos tão bem quanto queríamos, mas conseguimos vencer. Faltou treino e os jogadores estavam cansados. Mas nos momentos chave o time correspondeu, como nos jogos contra Estados Unidos (na primeira rodada) e Itália (na penúltima rodada). Os grandes times se superam nos momentos certos – disse o técnico.

Bernardinho comemorou a conquista da Copa dos Campeões, um dos dois únicos títulos que ele não tinha ganhado na seleção masculina. O outro é o dos Jogos Pan-Americanos.

– Eu ainda não tinha ganhado esse título. Perdemos para Cuba em 2001, quando estávamos sem o Giba (ponta), o Gustavo (meio-de-rede) e o Sérgio (líbero). Agora só falta o Pan. É importante ter ganhado a Copa dos Campeões. Dá uma boa impressão. Terminamos o ano na seleção com sensação de vitória – disse.

Histórico da partida

BRASIL – Ricardinho (5 pontos), André Nascimento (14), Giba (11), Ezinho (11), Gustavo (10), Rodrigão (6) e Escadinha (líbero). Depois: Anderson (-), Marcelinho (-) e Murilo (-). Técnic Bernardinho.

EGITO – Ahmed (9), Awad (11), Abd Elnaeim (15), Youssef (-), Elnafrawy (2), Shaarawy (6) e El Aydy (líbero). Depois: Elkomey (6), El Daabousi (-) e Badawy (-). Técnic Ahmed Zakaria

Maior pontuador da partida – Abd Elnaeim (12 pontos de ataque, dois de saque e um de bloqueio)
Maior pontuador do Brasil – André Nascimento (12 pontos de ataque, um de bloqueio e um de saque).