Brasil envia comitiva para negociar com chineses

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 15 de janeiro de 2005 as 20:17, por: cdb

Uma missão brasileira partiu neste sábado para a China com o objetivo de chegar a um acordo quanto ao teor de solvente utilizado no óleo de soja. A missão composta por dois técnicos do Ministério da Agricultura e dois representantes da Associação Brasileira da Indústria de Óleos Vegetais (Abiove) chega na segunda-feira à China e deve permanecer até sexta-feira (21).

O governo chinês passou a exigir recentemente que o óleo de soja tenha no máximo 100 miligramas de solvente por quilograma do produto. Segundo o chefe da Divisão de Acordos Sanitários Internacionais do Ministério da Agricultura, Odilson Ribeiro, o óleo exportado pelo Brasil tem em média de seis a oito vezes mais solvente do que o exigido pelo mercado chinês.

– O Brasil exporta óleo bruto e o nível que a China está pedindo é basicamente o nível que se coloca para consumo humano – disse Ribeiro em entrevista exclusiva à Radiobrás. Odilson Ribeiro explicou que o óleo bruto também é utilizado para fim industrial e, por isso, não há justificativa técnica para se colocar um nível tão baixo de solvente nessa forma do produto.

Outro ponto de negociação será quanto à exigência de que exportadores e importadores assinem um termo de compromisso afirmando conhecer toda a legislação da China sobre comércio exterior.

– Para o exportador é muito difícil conhecer detalhes da legislação do país. Geralmente é o importador que conhece – afirmou Ribeiro.