Brasil é mercado prioritário para a Arcelor, diz executivo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de março de 2006 as 15:08, por: cdb

Presidente-executivo da Arcelor, Guy Dolle afirmou nesta quarta-feira que o Brasil é um dos quatro mercados chave para o grupo siderúrgico, alvo de oferta de compra feita pela Mittal Steel. O executivo foi questionado na cidade francesa de Reims sobre especulações de mercado de que a Arcelor, segunda maior siderúrgica do mundo, poderia fazer uma aquisição no Brasil.

– Já somos suficientemente grandes no Brasil, estamos procurando (oportunidades) em todos os lugares, todos do mundo. Eu repito o que já tenho dito: o crescimento da Arcelor vai acontecer na região do BRIC –B de Brasil, R para a velha União Soviética e Ucrânia, I para a Índia e C para a China – afirmou Dolle a jornalistas.

A Arcelor controla a Arcelor Brasil, que reuniu as empresas brasileiras CST, Belgo Mineira e Vega do Sul, e a produtora de aços especiais Acesita. Dolle também disse que a Arcelor pretende aumentar suas atividades de distribuição no leste da Europa. As declarações do executivo foram feitas no mesmo dia em que a Mittal Steel informou que poderá ajustar a parte em dinheiro de sua oferta de compra da Arcelor por 21 bilhões de euros (US$ 25 bilhões).

– Os termos de nossa oferta acertada com autoridades automaticamente ajustam os valores para refletir qualquer excesso de dividendo de 0,8 euro, que é o consenso do mercado. Se a Arcelor decidir distribuir dinheiro extra para os acionistas, vamos considerar isso como um pagamento adiantado em nossa oferta e ajustar o componente de dinheito da proposta de acordo com isso – disse um porta-voz da Mittal.

Em fevereiro, a Arcelor anunciou plano para aumentar seus dividendos em 85 por cento, para 1,2 euro por ação. A Mittal Steel afirma que a compra da Arcelor irá criar benefícios para todo o grupo combinado, mas a Arcelor continua rejeitando a oferta, argumentando que as duas companhias possuem culturas corporativas muito diferentes.