Brasil é membro fundador da Academia Anticorrupção

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 26 de dezembro de 2010 as 13:05, por: cdb

>
26/12/2010Brasil é membro fundador da Academia Anticorrupção

Daniella Jinkings

Repórter da Agência Brasil

 

Brasília – A partir de 2011, a Academia Internacional Anticorrupção, uma organização de iniciativa do governo da Áustria, vai capacitar especialistas que trabalham diretamente na luta contra a corrupção. O Brasil assinou, em Viena, o acordo de criação da academia e tornou-se membro fundador da organização.

 

De acordo com o ministro-chefe interino da Controladoria-Geral da União, Luiz Navarro, a academia vai oferecer cursos para formar profissionais capacitados em combater a corrupção. Além disso, a academia terá uma plataforma para o diálogo entre os representantes dos países que fazem parte da organização.

 

“É uma iniciativa muito importante, que foi discutida em várias oportunidades. Já tem uma sede, que fica nos arredores de Viena, e vai funcionar com professores peritos no combate e prevenção à corrupção. Também haverá treinamento para diversos públicos em técnicas avançadas na área”, disse Navarro.

 

Segundo ele, um dos objetivos dos países-membros é criar sedes regionais da academia. “O Brasil pleiteia uma dessas sedes regionais, mas a academia foi recém-criada. Por isso, deve demorar um pouco.” A organização também conta com o apoio do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e é reconhecida pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

 

A academia poderá complementar a assistência técnica fornecida pelo UNODC para a implementação da Convenção da ONU contra a corrupção. Por ter assinado o acordo antes do final deste ano, o Brasil participará da Assembleia de Partes, órgão máximo de direção da organização.

 

Edição: João Carlos Rodrigues