Brasil é consumidor moderado de drogas de acordo com relatório da ONU

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 26 de junho de 2003 as 20:36, por: cdb

O Brasil é apontado como consumidor moderado, mas com tendência de alta no relatório Drogas Ilícitas – Tendências Globais 2003, lançado nesta quinta-feira mundialmente pelo Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (Unodoc) no centro de informações da ONU no Rio de Janeiro.

Os dados atualizados, com base em informações dos países membros, no período 2000-2001, e da população acima de 15 anos, mostram que houve aumento de 4,2% para 4,7% do uso abusivo de drogas ilícitas no mundo.

Isso representa um total de 200 milhões de pessoas, contra 180 milhões de usuários verificados no relatório anterior.

Sobre o consumo de maconha, que tem tendência de alta desde 1996, o Brasil aparece em segundo lugar na América do Sul, perdendo apenas para a Venezuela, mas lidera no continente em volume de apreensões da droga, com 146 toneladas em 2001, e nas ações de erradicação do cultivo da cannabis, não havendo referências ao país sobre produção de cocaína, opiáceos e anfetaminas.

O país aparece em 9º lugar no consumo da cocaína. A Argentina é líder entre os sul-americanos, seguida pela Colômbia e pela Nicarágua.

O Brasil também é citado como ponto de reembarque de produtos químicos usados na fabricação da cocaína e destinados à Colômbia, Bolívia e Peru, e apontado, ao lado da Venezuela, como corredor aéreo da produção andina destinada aos Estados Unidos.