Brasil e Argentina criam Consenso de Buenos Aires

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 10 de outubro de 2003 as 10:34, por: cdb

Os presidentes do Brasil e da Argentina, Luiz Inácio Lula da Silva e Néstor Kirchner, vão assinar na semana que vem, em Buenos Aires, o Consenso de Buenos Aires. O documento se propõe a ser uma resposta ao Consenso de Washington.

O Consenso de Washington é um conjunto de propostas de política econômica feita pelo economista John Williamson. O documento é considerado como uma espécie de bíblia das políticas neoliberais que foram implantadas na América Latina nos anos 90. O Consenso defende as privatizações em grande escala, a abertura comercial e a desregulamentação das economias.

O Consenso de Buenos Aires vai propor a ênfase em outros tipos de políticas. O documento a ser assiando em Buenos Aires irá defender políticas tanto macro como microeconômicas favoráveis à produção e à geração de emprego. Lula e Kirchner querem dar prioridade ao atendimento das questões sociais.

De acordo com informações extra-oficiais, a iniciativa teria partido do presidente argentino, e foi imediatamente respaldada pelo governo Lula.