Brasil decepciona em Lima

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 16 de novembro de 2003 as 21:02, por: cdb

Com um empate por 1 x 1 com o Peru, em Lima, a Seleção Brasileira perdeu seus dois primeiros pontos nas Eliminatórias da Copa do Mundo e agora divide a liderança da competição com a Argentina, com sete pontos. Rivaldo marcou o gol brasileiro, e Solano empatou para o Peru.

A Seleção do Peru, que é comandada pelo técnico Paulo Autuori, foi a quatro pontos ganhos em três jogos e agora está no quinto lugar, ao lado do Chile.

Apesar do grande número de torcedores peruanos, o Brasil não se intimidou e não demorou nada a criar sua primeira chance, com apenas 40 segundos de partida. Depois de uma bobeada da zaga adversária, a bola sobrou com Ronaldo. Ele tentou passar pela defesa, não conseguiu, mas a bola ficou com Kaká, que, pelo lado direito da área, chutou para fora.

Depois disso, até o momento do gol brasileiro, o Peru teve domínio das ações. Um domínio inofensivo, já que nenhuma grande chance foi criada durante esse período.

E foi na seguinte verdadeira oportunidade de gol que o Brasil marcou. Aos 20min, Kaká roubou a bola da defesa peruana, livrou-se de dois adversários e conseguiu tocar para Rivaldo. Enquanto aplicava um drible em Galliquio, o atacante reserva do Milan foi derrubado dentro da área. Pênalti. Ele próprio bateu no canto direito do goleiro Ibañez e fez 1 x 0.

Depois do gol, as duas equipes praticamente dividiram as ações e a posse de bola. O Brasil voltou a ter boa chance, com Kaká, que chutou duas vezes para defesa de Ibañez. Pizarro levou perigo ao gol de Dida, mas em sua melhor oportunidade chutou por cima. A melhor chance, porém, foi brasileira, quando Cafu cruzou para Rivaldo, aos 38min, chutar de primeira. A bola acertou o travessão.

Os últimos cinco minutos foram os mais agitados do primeiro tempo, quando o Peru partiu em busca do empate com mais afinco. Aos 43min, os torcedores pediram pênalti de Gilberto Silva, que deixou o corpo sobre um atacante peruano. Em um contra-ataque, Kaká tabelou com Zé Roberto e quase fez o segundo. Mas o gol, brasileiro ou peruano, não saiu. E a primeira etapa acabou mesmo 1 x 0.

O segundo tempo começou quente. Aos 4min, Kaká tabelou com Rivaldo, que chutou da entrada da área. Mas Ibañez defendeu. A resposta peruana foi bloqueada duas vezes por Dida, que também fez defesas em duas cabeçadas do ataque peruano. Aos 13min, porém, a história mudou: após cruzamento da esquerda, Solano cabeceou entre Zé Roberto e Lúcio. Dida, que já havia mostrado insegurança em outros lances, saiu mal do gol. Resultado: 1 x 1.

Durante a comemoração do gol, fotógrafos e gandulas invadiram o gramado para abraçar Solano.

Após empatar, o Peru continuou levando perigo ao gol brasileiro, principalmente nas jogadas aéreas. O Brasil só voltou a criar uma boa chance aos 22min, em mais um chute de longa distância de Rivaldo. E mais uma defesa de Delgado. Aos 25min, Ronaldo recebeu de Kaká, chutou na trave e, no rebote, marcou. Mas o bandeira já apontava impedimento.

Nos últimos 15 minutos do jogo o Brasil foi ligeiramente superior e, com algumas boas jogadas de ataque, até criou oportunidades para vencer. As duas principais delas com Ronaldo, aos 37 e 40min. Mas o atacante, que foi ofendido pelos torcedores locais durante toda a semana, finalizou mal. Nem mesmo a presença do artilheiro Luís Fabiano, que havia entrado no lugar de Rivaldo, foi suficiente para o Brasil chegar ao gol da vitória.

PERU 1 x 1 BRASIL

Peru
Ibañez, Jorge Soto, Galliquio, Rebosio e Martín Hidalgo (Salas); Jayo, Ciurlizza, Solano e Palácios (Garcia); Mendoza e Pizarro.
Técnico: Paulo Autuori

Brasil
Dida, Cafu, Lúcio, Roque Júnior e Júnior; Emerson (Renato), Gilberto Silva, Zé Roberto e Kaká (Alex); Rivaldo (Luís Fabiano) e Ronaldo.
Técnico: Carlos Alberto Parreira

Data: 16/11/2003 (domingo)
Local: Estádio Monumental, em Lima (Peru)
Árbitro: Óscar Ruiz (Colômbia)
Cartões amarelos: Galliquio, Solano, Ém