Brasil a favor de envio de relator de direitos humanos ao Irã

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 24 de março de 2011 as 10:06, por: cdb

Resolução do Conselho de Direitos Humanos da ONU foi adotada com 22 votos a favor, 7 contra e 14 abstenções.

Conselho de Direitos Humanos

O Conselho de Direitos Humanos aprovou, nesta sexta-feira, uma resolução sobre a situação dos direitos humanos no Irã. O órgão, com sede em Genebra, decidiu enviar um relator especial ao país. O Conselho também pediu ao Irã que autorize as visitas e coopere com o processo.

A resolução foi aprovada por 22 países, incluindo o Brasil. Sete votaram contra e 14 se abstiveram.

Situação Atual

A embaixadora brasileira, Maria Nazareth Farani Azevêdo, disse à Rádio ONU, de Genebra, que a posição do país é coerente com a situação atual do Irã.

“O Brasil demonstrou com este voto que nós favorecemos o diálogo com o sistema. Nós estamos dizendo a todos os países da ONU que a abertura para o sistema, receber visitas, dialogar com os mecanismos do Conselho é importante. Foi esta mensagem que nós mandamos. Espero que tenham entendido também a mensagem da coerência e do fim de ‘duplos padrões’ que o Brasil colocou no seu discurso também”, afirmou.

O Irã rejeitou a indicação de um relator dizendo que a decisão é “uma tentativa de sequestrar os mecanismos do Conselho de Direitos Humanos para estreitar políticas que representam o interesse de poucos países do órgão”.

Além do Irã, o Brasil também votou a favor de relatorias especiais para a Coreia do Norte e para Mianmar, a antiga Birmânia.