Braço militar do Hamas promete um ‘terremoto’ em Israel

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 10 de junho de 2003 as 15:26, por: cdb

O Izzedin al Qassam, braço militar do grupo extremista islâmico Hamas, prometeu a Israel nesta terça-feira “uma reação muito dura, com a amplitude de um terremoto” à tentativa de Israel de matar um dos principais dirigentes do Hamas, Abdel Aziz al Rantissi.

– De agora em diante todas as opções (militares) estão abertas, atacaremos o coração do inimigo sionista, e nossa respostas será muito dura, com a amplitude de um terremoto – disse o Izzedin al Qassam, por meio de um comunicado divulgado em Gaza.

“Depois da tentativa terrorista de eliminar o nosso líder Abdelaziz al Rantissi, todos os israelenses constituem nosso alvo e ordenamos nossos grupos cometerem atentados suicidas em todos os territórios ocupados em 1948 (pelo Estado de Israel)”, afirmou o comunicado.

Anteriormente, Rantissi havia advertido: “Não deixaremos um só judeu nos territórios palestinos. Nós os combateremos com todos os meios ao nosso alcance”.

“Esta terra é nossa, não lhes pertence”, afirmou Rantissi em uma gravação divulgada pelo canal de TV Al Jazeera, do Qatar.

O chefe espiritual do Hamas, xeque Ahmed Yassin, ameaçou nesta terça-feira represálias contra os civis israelenses.

– Israel usa como alvo os civis palestinos. Assim, devemos usar como alvo os civis israelenses. A partir de agora, todos os civis israelenses são alvos – declarou Yassin, após visitar Rantissi em um hospital de Gaza.

– Recebemos a mensagem de Israel, que agora deve esperar uma resposta – afirmou.

O Hamas é responsável pela maioria dos atentados suicidas.