Botafogo recebe o Marília na Série B

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 6 de outubro de 2003 as 18:05, por: cdb

O Botafogo está encarando o duelo com o Marília, nesta terça-feira à noite, em Caio Martins, como excelente oportunidade para ficar bem próximo do quadrangular final da Série B do Campeonato Brasileiro. O adversário pensa da mesma forma, até porque também venceu na primeira rodada da segunda fase da competição.

Todos no Glorioso vêm sonhando com a classificação antecipada, ainda mais depois da vitória por 4 x 2 sobre o Náutico, em Recife. Mas o otimismo exagerado passa longe de Caio Martins.

“Para evitar surpresas, não podemos entrar sonolentos em campo. E também não devemos fazer muitas faltas perto da área, pois o Andrei é excelente cobrador. Cometemos esse erro no início do jogo contra o Náutico e acabamos sofrendo o gol do Adriano”, alerta o goleiro Max.

O técnico do Marília considera o Botafogo favorito no duelo. “Trata-se de um time muito bem armado e dirigido pelo Levir Culpi. Sem contar que tem tradição”, ressalta Luiz Carlos Ferreira, evitando divulgar a escalação. Na última sexta-feira, várias surpresas de última hora desnortearam o Remo, que acabou sendo derrotado por 2 x 0, no Estádio Bento de Abreu.

Já o Glorioso terá uma mudança em relação ao time que venceu o Náutico: Daniel substituirá o suspenso Jorginho Paulista. Na primeira fase, o Marília arrancou empate em 2 x 2 no Estádio Mestre Ziza. “Tivemos várias chances de matar o jogo, inclusive um pênalti perdido (cobrado por Leandrão). Agora a história será diferente”, prevê Max.

Ocorre que os adversários também querem a vitória. “Será um jogo muito difícil, uma verdadeira decisão para o Marília. Espero que a gente consiga realizar boa atuação e deixar Niterói com excelente resultado”, diz o ala-esquerdo Galego, que teve breve passagem pelo Botafogo no segundo semestre de 1999.

BOTAFOGO x MARÍLIA

Data: 7/10/2003 (terça-feira)
Local: Estádio Mestre Ziza, em Niterói
Horário: 20h30min
Árbitro: Clever Assunção Gonçalves (MG)
Assistentes: Marcio Eustáquio Santiago (MG) e Guilherme Dias Camilo (MG)

Botafogo
Max, Márcio Gomes, Sandro, Edgar e Daniel; Túlio, Fernando, Camacho e Valdo; Dill e Leandrão.
Técnico: Levir Culpi

Marília
Mauro, Rogério Souza, Romildo, Andrei e Galego; Zé Luis, Everaldo, Eder e Juca; Delani e Basílio.
Técnico: Luiz Carlos Ferreira